Home

História da banda | Fotos | Discografia | Novidades da banda | Links relacionados | Letras | Letra Traduzida/Ten | L.T/Vs | L.T/Vitalogy | L.T/No Code | L.T/Yield | L.T/Binaural | Outras Letras | Video Clipes | Membros | Novas Bandas | Dicas e curiosidades | Novidades do Rock | Contate-me
Pearl Jam e o Mundo do Rock
Letra Traduzida/Ten

Primeiro álbum

ONCE-UMA VEZ

Eu admito...o que dizer
Eu vou aliviar...sem dor
Amante de rua traseira em um lado de uma estrada
Eu tenho uma bomba em meu templo prestes a explodir
Tenho um calibre 16 escondido por baixo de minhas
roupas, Eu jogo...
Era uma vez...que eu podia me controlar
Era uma vez...que eu podia me perder
Tenta e imita...o que é insano
Estou nessa...onde eu fico?
Verão indiano, eu odeio o calor
Tenho um amante de rua traseira em um lado de uma
estrada, Tenho uma mão no meu bolso
tão determinada, discreto, Eu rezo...
Era uma vez...que eu podia me controlar
Era uma vez...que eu podia me perder
Você acha que estou com os olhos fechados,
Mas estou te olhando o tempo todo
Era uma vez...que eu podia me controlar
Era uma vez...que eu podia me perder
Era uma vez...que eu podia me amar
Era uma vez...que eu podia te amar
Uma vez

EVEN FLOW-VÔO UNIFORME

Congelando, descansa sua cabeça num travesseiro de
concreto, mais uma vez
Oh, sentindo talvez que ele verá
alguns dias um pouco melhores
Esmola...rostos que ele vê
não parecem que sejam familiares
Sorriso escuro... ele não consegue evitar,
quando está feliz parece louco
Vôo uniforme, pensamentos chegam como borboletas
Ele não sabe, então ele afugenta-os
Algum dia ele começará sua vida outra vez...
Ajoelhando-se...olhando o papel
que não sabe ler
Rezando, para algo
que nunca mostrou nada a ele
Sentindo, compreende que o clima
dos ventos vão em sua direção
Tetos, poucos e longe, entre
todos os saguões legais da vergonha

Vôo uniforme, pensamentos chegam como borboletas
Ele não sabe, então ele afugenta-os
Algum dia ele começará sua vida outra vez...
Mãos sussurrantes, conduzem-no suavemente...
para longe, para longe...
Yeah! Woo...
ALIVE-VIVO

Filho, ela disse...tenho uma pequena história para você
O que você pensava ser teu pai, não era nada além de um..
Enquanto você estava sentado sozinho em casa
aos treze anos
Seu verdadeiro pai estava morrendo
Sinto muito por você não te-lo visto
Mas estou feliz por termos conversado

Oh, eu ainda estou vivo
Ei, Eu ainda estou vivo
Ei, eu ainda estou vivo
Ei, oh...

Ela anda devagar pelo quarto de um jovem
Ela disse estou pronta...para você
Eu não consigo lembrar nada até esse dia
Exceto o olhar, o olhar
Você sabe aonde
Agora eu não consigo ver, eu apenas encaro

Eu ainda estou vivo...
Oh, mas eu ainda estou vivo
Ei, garoto, eu ainda estou vivo
Ei, eu ainda estou vivo

Tem algo errado, ela disse
É claro que há
Você ainda está vivo, ela disse...
Eu mereço estar?
É essa a questão?
E se for, se for...
Quem responde? Quem responde...
WHY GO-POR QUE IR?

Ela rompe uma carta numa parede feita de pedra
Talvez algum dia uma outra criança
Não se sentirá tão sozinha quanto ela se sente
Passaram-se dois anos e contando
Desde que eles colocaram-na nesse lugar
Ela foi diagnosticada por algum estúpido fodido
E a mãe concorda
Whoa...
Por que ir para casa?
Ela parece ser forte mas
O que eles querem é que ela seja fraca
Ela poderia apenas fingir
Ela poderia "fazer o jogo deles"
Ela poderia ser outro pessoa
Ooh...
Por que ir para casa?
O que você me ensinou, coloca-me aqui
Não venha me visitar... mãe... Me atormente
Por que ir para casa?
O que você me ensinou, mostre-me aqui
Não me visite... mãe...
Por que ir para casa?
Whoa...
BLACK-ESCURO

Hey, oh...
Lençóis de tela de pintura vazia, ilesos lençóis de lama
Estavam espalhadas diante de mim
Como seu corpo uma vez esteve
Os cinco horizontes girando ao redor de sua alma
Como a terra ao redor do sol
Agora o ar que eu provei e respirei teve uma virada
E o que eu ensinei a ela era tudo
Eu sei que ela me deu tudo que ela podia
E agora minhas mãos cortadas
Impacientam-se diante das nuvens
O que foi tudo?
Todas as pinturas foram lavadas em preto
Tatuando tudo
Eu dou um passeio lá fora
Eu sou cercado por algumas crianças que brincam
Eu posso sentir suas risadas
Então por que eu me entristeço?
E os pensamentos retorcidos que giram minha cabeça
Eu estou girando, eu estou girando
Tão rápido quanto o sol pode se pôr
E agora minhas mãos machucadas
Embalam vidros quebrados
O que era tudo?
Todas as pinturas estão sendo lavadas em preto,
tatuando tudo...
Todo amor virou mal e tornou meu mundo negro
Tatuando tudo que eu vejo, tudo que eu sou,
Tudo aquilo que eu serei...
Uh huh...ooh...
Eu sei que um dia você terá uma vida maravilhosa
Eu sei que você será uma estrela
No céu de outro alguém, mas por quê
Por quê? Por que não pode...
Por que não pode ser no meu?
JEREMY

Em casa esboçando desenhos...
Topos de montanhas...e ele lá em cima
O sol amarelo limão*, braços erguidos em forma de um V
Os mortos jazem em poços abandonados lá embaixo
O pai não deu atenção
Para o fato de que a mãe não se importava
Rei Jeremy, o Cruel, regia seu mundo
Jeremy conversou na classe hoje
Claramente lembro, atormentando o garoto
Parecia um pequeno inofensivo
Mas soltamos um leão
Rangeu seus dentes e mordeu
As reentrâncias dos seios das mulheres
Como eu poderia esquecer?
E ele me bateu de surpresa de esquerda
Meu queixo ficou doendo... Caído, escancarado
Assim como no outro dia... no dia em que ouvi
Que papai não dava afeto, não
E o menino era algo que a mamãe não mimaria
Rei Jeremy, O cruel, regia seu mundo
Jeremy falou na classe hoje
Woo...
Tento esquecer isto
Tento apagar isto do quadro-negro...
Jeremy falou na classe hoje
Jeremy falou, falou...
...na classe hoje
Woo...
OCEANS-OCEANOS

Agarre-se à linha
As correntes mudarão, farão com que
Eu deslize em sua direção
Saiba que algo é deixado
E todos somos autorizados
A sonhar com a próxima
A próxima vez que nos tocarmos oh...
Oooh...
Você não tem que se enganar
Apesar dos oceanos estarem longe
Ondas rolam em meus pensamentos
Segure firme o elo
O mar subirá
Por favor, fique perto da praia
Oh...eu estarei
Estarei lá mais uma vez
Oooh...
PORCH-VARANDA

Pra que porra este mundo
Está indo, Você não
Deixou uma mensagem, Ao menos eu
Poderia ter aprendido sua voz pela última vez
Campo minado diário, Essa poderia
Ter sido minha vez...e você?
Você me atingiria?
Oh oh oh...oh whoa whoa...ow...
Todas as notas passam, e
Inciativas são tomadas
Pelo meio...não vai haver mais meio nenhum
E a cruz que estou levando pra casa
Não é indicativo do meu lugar
Deixei a varanda
Oh oh oh...
Ouça meu nome, dê uma boa olhada
Este poderia ser o dia
Segure a minha mão, ande ao meu lado
Só preciso dizer...
Ouça meu nome, dê uma boa olhada
Este poderia ser o dia
Segure a minha mão, deite-se ao meu lado
Só preciso dizer
Eu não poderia agüentar nem mais um dia
Eu sei quando eu nunca mais te tocaria,
Agarraria, sentiria em meus braços...nunca novamente...
GARDEN-JARDIM

Ela não vaga... não vaga por aqui, ela
Ela não percorre... não percorre por aqui
A direção do olho, tão extraviada
A deserção da alma, nauseabundamente rápida
Eu não questiono nossa existência
Eu apenas questiono nossas necessidades modernas
Ela não vaga... não vaga por aqui, ela...
Ela não vaga por aqui
Eu caminharei...com minhas mãos atadas
Eu caminharei...com minha face ensanguentada
Eu caminharei...com minha sombra colada
Dentro do seu jardim, jardim de pedra
Depois de tudo feito, nós ainda estamos sozinhos
Eu não serei levado, ainda eu irei
Com as minhas mão amarradas
Eu caminharei...com minha face ensanguentada
Eu caminharei...com minha sombra colada
Dentro do seu jardim, jardim de pedra
Eu não mostro..eu não compartilho
Eu não preciso do que você tem pra dar
Eu caminharei...com minhas mãos atadas
Eu caminharei...com minha face ensanguentada
Eu caminharei...com minha sombra colada
Dentro do seu jardim, jardim de pedra
Eu caminharei com minhas mãos atadas
Eu caminharei dentro do seu jardim, jardim de pedra
Eu não mostro..eu não compartilho...
Eu não preciso de você para viver
DEEP-FUNDO

No fio da navalha, no peitoril da janela
Pondera seu criador, pondera seus desejos
Para a rua de baixo, ele simplesmente não é nada
Mas ele teve uma grande visão
E ele enfia a agulha bem fundo...
Não pode tocar o fundo
No fundo...não pode tocar o fundo
Oh, no íntimo de uma cidade desconhecida
Sentindo-se bastante superior, o velho vem
Para o céu acima, ele simplesmente não é nada
Mas ele teve uma grande visão
E ele enfia uma faca ardente profundamente
Não pode tocar o fundo
No fundo... não pode tocar o fundo...
No fundo...
Ohhh...Ohhh...
Na proximidade um Natal de puro amor
Virgem jovem do céu... visitando o inferno
Para o homem sobre ela
Ela simplesmente não é nada
E ela não gosta do que vê
Ela não gosta do que vê
Mas ele se afunda profundamente
Não pode tocar o fundo
No fundo... não pode tocar o fundo...
Não pode tocar o fundo
Fundo...
Oh sim, o fundo...
RELEASE-LIBERTE

Pai...
Eu vejo o mundo, sinto a verdade
Que caminho seguir, peitoril da janela
Eu vejo as palavras balançando em um cavalo do tempo
Eu vejo os pássaros na chuva
Ohh...ohh...ohh...ohh
Oh pai querido você pode me ver agora?
Eu sou eu mesmo como você de algum modo
Eu subirei na onda onde irá me levar
Eu agarrarei a dor...liberte-me!
Ohh...ohh...ohh...ohh
Oh pai querido você pode me ver agora?
Eu sou eu mesmo como você de algum modo
Eu esperarei no escuro para você falar comigo
Eu me abrirei...liberte-me!
Liberte-me (3x)
Ohh...ohh...ohh...ohh

Pearl Jam e o Mundo do Rock